26 julho 2007

Bloquear quem divulga o telefone no ADSENSE: o lado do anunciante.


Deparei-me no blog "lucrando com a rede", com uma lista de empresas que o autor sugere que você bloqueie, pois usam "propaganda com o telefone no adsense". O blog é do Janio Sarmento, e ele é bom para por a boca no mundo. Na matéria, ele chama os anunciantes "espertalhoezinhos" (sic), "fofuxos", "esse tipo de gente"... depois diz que clica de propósito nos anúncios com telefone, só para sacanear (o que prejudica todo mundo, pois quanto mais cliques sem sentido na web, menor o retorno do anunciante, e portanto menos ele vai pagar pelos cliques... curva de oferta, mas ai teria que dar uma aula de economia). Descobri, que vários blogueiros reclamem da prática do telefone. O contraditorium e o Doufer por exemplo.

Como o blog só ganha se o internauta clica, eles se sentiram sacaneados, pois o internauta pode achar a loja sem clicar. Na prática ele também pode ler o link e digitar e o blog também não ganha nada, mas acho que ninguém faz nenhuma destas coisas... ou seja, acho que como eu, a maioria clica se tem interesse no anúncio.
Acho interessante a iniciativa de bloquear quem divulga o telefone, mas realmente se é essa a sua proposta, é melhor avisar os anunciantes, eles talvez tomem consciência que isso é prejudicial ao blogueiro, e tirem o telefone… Por que digo isso? Bem, porque minha empresa está na sua lista, e eu nunca havia pensado nisso, até porque quando eu comecei a anunciar no google ainda não havia essa coisa de rede de parcerias, e meus anuncios são mais velhos do que a tal rede… então eu poderia até estar enganando o google (que nunca reclamou disso, inclusive quando questionado pelo blog contraditórium, ao contrário do Yahoo que sempre proibiu essa prática) mas certamente não estava enganando um pobre coitado dono de um blog.
Agora que sei que isso incomoda, vou tirar o telefone. Te adianto por outro lado, que a vida de anunciante no google não anda muito fácil, os esquemas para fraudar o adwords estão correndo soltos, os blogueiros clicam nos anúncios dos blogs dos amigos, só para o cara faturar, e os anunciantes não tem uma “comunidade” para se defender. Quem passa mais tempo na web anda clicando em qualquer anuncio, tenha ou não interesse, só para outro faturar. É dinheiro de pinga para uma SKY ou para um banco fazer propaganda no adsense, mas para o anunciante pequeno a grana é contada. Cada vez está mais caro anunciar, e cada vez tem menos retorno… O google pode pagar poucos centavos, mas para o anunciante o clique custa no mínimo 0,05 centavos e em média, 0,20. Bem baixa efetividade faz com que o anunciante considere gastar o dinheiro dele em outras mídias, tive um bom retorno com os postais de balada da Jokerman por exemplo.

Além disso, é legal o blogueiro entender que o anunciante do google é em última análise um dos seus clientes, aquele cara que teoricamente você tem que tratar bem… então, se você está se sentindo sacaneado por ele, melhor comunicar do que boicotar sem falar nada. Tenho certeza que a imensa maioria da lista do lucrando nem sabe que essa discussão existe, eu só vi isso porque comecei um blog. Por que não levar essa questão ao google? Porque não ligar para o anunciante e falar isso para ele?
Segundo, de um certo ângulo, vocês têm razão, mas veja a coisa do outro ponto de vista. Tenho acesso aos dados, posso comparar o número de ligações que recebo com o número de cliques, e garanto que para cada 100 cliques, recebo apenas uma ligação, de cada 10 ligações só uma gera venda…. deveria me sentir sacaneado e pagar apenas aos cliques que geram ligações que geram vendas?! Tentei anunciar o livro do meu tio pela WEB, como o tema era Cuba, coloquei o livro lá… Bem, gastei 200 dólares em cliques na propaganda, e não vendi um único livro (que custa 15 reais).

Veja só, meu site é a primeira coisa que aparece na busca pelas palavras que me interessam, pois tem conteúdo relevante para quem está preocupado com o que eu vendo. No entanto, os links patrocinados aparecem na frente e assim, eu acabo tendo que pagar para aparecer neles também. Muitas vezes, o google fatura as minhas custas, pois o internauta clica no link patrocinado sendo que o que ele estava procurando era exatamente a minha empresa. Já peguei até minha mãe fazendo isso... ai expliquei a ela que eu pagava quando ela clica no site da minha empresa na área de links patrocinados. Isso nos faz considerar técnicas de otimização dos anúncios, e o telefone, para mim, era uma delas. Os blogueiros por acaso não usam técnicas para aparecer na frente em determinado assunto, só para conseguir cliques, não trocam indicações para aumentar o Pagerank… é do jogo. Não quer dizer necessariamente que eu sou um filho da puta, como pensam alguns.

Assim, da minha parte, decidi tirar os telefones dos anúncios do adsense parceiros, mas já que o google não se opõe, vou manter essa prática nas buscas, porque ai, o cara está atrás de mim mesmo...
Não sei se isso valerá a pena para mim, pois todos os dias eu estouro o meu orçamento de cliques em sites afiliados, e assim, se têm gente que aceita os meus anúncios com telefone (note que eu tenho um blog e aceito anúncios com telefone), porque deveria me preocupar com os que não aceitam… se meu orçamento começar a sobrar, ai eu certamente precisarei pensar nisso.
Esse é o jogo econômico, assim como não sou obrigado a anunciar no seu site, você também não é obrigado a anunciar o meu. Mas eu vejo os blogs como parceiros, e se eles estão chateados, vou acertar as coisas.

Bem, fica ai o conselho.. avise o anunciante que você se sente sacaneado, porque ele é seu parceiro, e não está sabendo disso… Estou retirando os telefones dos anúncios de sites afiliados, devo resolver isso em umas 48horas. Pode tirar a http://www.centraldeensino.com.br/ da sua lista.
Valeu, agradeço, e se leu isso tudo, parabéns. No mais, "pense em mim, liga para mim..."
Abraços.
Carlos

25 julho 2007


Por que as mulheres mandam?


Ando tendo certa confusão para alugar meu futuro apartamento, pois os ex-inquilínos ainda não sairam do apartamento. Ontem, conversando com meu futuro "senhorio", ele me disse: "A situação está se resolvendo, falei com a Estela e o Daniel, e ela topou a proposta, parece que lá é como na sua casa, quem manda é a mulher". Nesse instante ele riu, pensou uns 3 segundos e disse, em um tom reflexivo: "é... na minha também."


Fiquei pensando porque sempre os homens cantam de galo, mas na hora de tomar decisões sérias, quem manda são elas. Lembrei-me de meu amigo Paulo Braga que dizia:


- Em casa eu decido as coisas importantes: os problemas do país, a questão do Lula, o futuro do planeta. Minha mulher decide o que não importa: O nosso carro, o colégio das crianças, que casa vamos comprar, onde vamos nas férias.


Acho que as mulheres são umas sábias. Raras vezes entram numa discussão com você porque o sistema de ensino da Noruega pode (ou não) ser aplicado à realidade do sertão nordestino. Me lembro de pouquíssimas mulheres que discutiam se faz sentido ou não dar o bolsa família, mas elas guardam para os momentos de decisões importantes, aquele tom de voz "essa é minha posição final". E assim governam o mundo. É... por que você acha que quem manda é o Lula e o Bush? Você não conhece a Laura e a Marisa.

19 julho 2007

Parque Congonhas - Aeroporto Rodoanel


Já digo isso a anos, mas como a oportunidade se apresenta, vou resumir minha idéia para resolver o dilema do aeroporto.
1 - Sabe-se que aeroportos são obras caras.
2 - Sabe-se que aeroportos não devem ficar no meio da cidade (mesmo que como diz Sandra Pontes, seja a cidade que cresceu em volta deles).
3 - Sabe-se que São Paulo precisa de mais áreas verdes.

Bem,
A minha idéia é uma simples seqüência de passos:
Passo 1 - O Estado desapropriar TODAS as construções e terrenos numa área de 1,5 Quilômetros no entorno do Aeroporto de congonhas. Isso custará caro, mas a desapropriação pode ser feita com um pagamento parcelado. O preço dos terrenos e casas no entanto não serão tão caros, já que as casas estão próximas a um aeroporto, e portanto tem baixo potencial construtivo pela legislação. Além disso, morar embaixo de um aeroporto desvaloriza os imóveis, em função do barulho e do risco de ser atropelado por um avião.

Passo 2 - O estado opera mais uma semana o aeroporto, e ai em votação, aprovasse a remoção do mesmo dali. No seu lugar será construído um parque, com a área do aeroporto é menor que a do Ibirapuera, mas é imensa.

Passo 3 - Essa mudança vai provocar a valorização dos terrenos. Pois além desses passarem a ser próximos a um parque (nascendo assim uma vila nova conceição), o potencial construtivo poderá ser multiplicado em até 4x.

Passo 4 - O Estado vende esses terrenos e usa a grana arrecadada para pagar as desapropriações e para construir um novo aeroporto, às margens do rodoanel e ligado por um belo metrô as linhas de metro de superfície que já correm na marginal pinheiros e estão subutilizadas.

Passo 5 - Criamos juízo e prendemos todo mundo que invadir as aéreas próximas aos novos aeroportos (o de Cumbica e o "RodoanelPorto" para construir barracos, casas, etc..)

Mas, no Brasil, achamos que somos criativos, mas só pensamos fora da caixa se for para passar a perna no governo.

18 julho 2007

EU ACUSO: Companhias, Lula, ANAC, os controladores e a Imprensa!


Brada a imprensa nacional:
"Mortos já são 160".
"Maior acidente da história".
Entre dois até dez dias, quando se confirmar que o avião bateu porque a pista carecia de "grooving" --ranhuras feitas na superfície do pavimento que facilitam o escoamento de água-- o que dirá nossa imprensa? Oras, que o governo é irresponsável, que os culpados devem ser processados e eletrocutados, que isso não pode ficar assim, que esse país é uma vergonha.
Mas...
Qual será o repórter a dizer J'accuse para a imprensa? Qual será o representante da mídia que vai ao ar justificar a pressão PELO RÁPIDO FIM DO "caos aéreo". É certo que a reforma da pista era mais importante que a do terminal, e por isso deveria ter sido feita antes, mas a liberação prematura da pista é muito mais culpa da imprensa, e da incapacidade dos nossos governantes de ir contra ela, do que qualquer outra coisa.

Por meses nossos jornais exclamavam: "Caos Aéreo" - "Vôos em atraso" - "Ministra diz que o atraso é inevitável: 'relaxa e goza'"

O jornal o Globo de 06 de Dezembro obtém a seguinte declaração do presidente da ANAC Milton Zuanazzi: "O brasileiro não deve ter medo de voar. Ontem, o caos ocorreu, por segurança. Jamais um avião vai voar no Brasil se detalhes de segurança não forem observados".

Mas a pressão foi maior, todas às vésperas de feriados, os repórteres corriam aos aeroportos e filmavam gente que não havia conseguido viajar porque o vôo atrasou. Mostravam como processar as companhias (e mesmo após a quebra da Varig falam em lucros exorbitantes), reclamavam das filas, falavam do Procom, filmavam crianças dormindo no chão e pressionavam as autoridades. É certo que os problemas com controladores são sérios, mas o grande responsável pelo "Caos Áereo" era Congonhas:

"11. Por que sempre que se fala em atrasos nos vôos, o aeroporto paulistano de Congonhas recebe atenção especial?

Congonhas é o maior aeroporto do país em número de passageiros - 18,4 milhões em 2006 - e de vôos - 600 por dia. Quando não é o causador das ondas nacionais de atrasos de vôos, o aeroporto localizado no meio do caos urbano de São Paulo é o mais afetado por elas, e acaba refletindo isso nos outros terminais do país. Ele trabalha há anos acima de sua capacidade - poderia receber, no máximo, 12 milhões de passageiros por ano. Para piorar, desde 24 de janeiro de 2007, toda vez que a chuva forma uma lâmina d'água sobre as duas pistas do aeroporto de 3 ou mais milímetros de profundidade (a espessura de uma moeda de 50 centavos), os pousos e as decolagens são suspensos por questões de segurança. Cumbica, em Guarulhos, e Viracopos, em Campinas, têm capacidade imediata de absorver, respectivamente, 20% e 2% das operações de Congonhas, mas em breve também precisariam ser ampliados." (Veja on-line).

Se congonhas é tão importante para a situação dos vôos no país, se os jogos do PAN vão começar e ninguém quer se atrasar, se está feio pra o governo...eu pergunto: Por que não abrir mão de um pouquinho de segurança e "inaugurar as obras sem groving"?

Fábio Portela na Veja, faz menos de um mês 11-07, em "As soluções para o caos aéreo", diz o "cerne da crise aérea está no Aeroporto de Congonhas." Suas respostas são simples: Desafogar logo Congonhas, adequar a operação das companhias aéreas à infra-estrutura existente e construir um terceiro aeroporto em São Paulo.

Ora, mas será que existe neste país político capaz de enfrentar a imprensa e dizer: "Os atrasos acontecem porque estamos numa situação de reforma em Congonhas. E eu não entrego o aeroporto enquanto a segurança não for máxima ! Vocês preferem entrar num vôo seguro que atrasa, ou num vôo inseguro que sai na hora?!"

Estou louco?!! Ora, VEJA esta notícia do Carnaval:

Juiz proíbe dois modelos de aeronaves de utilizarem o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Medida pode provocar “efeito dominó” e afetar 10 mil passageiros. Governo recorreu da decisão

Pelo menos 10 mil passageiros correm o risco de ficar sem folia durante o carnaval por uma decisão da Justiça Federal que proibiu os aviões modelo Fokker-100, Boeing – 737/800 e 700 de utilizarem o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o maior em movimento aéreo do país. Para tentar salvar a festa dos foliões, Infraero e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciaram ontem que irão recorrer da decisão, que começa a valer a partir de meia-noite de hoje.

Na segunda-feira, o juiz substituto da 22ª Vara Federal de São Paulo, Ronald Carvalho Filho, decidiu proibir pousos e decolagens em Congonhas por considerar que há risco de derrapagem de aviões em dias de chuva.

Ou isso:

A diretora da Anac, Denise Abreu, informou que a agência está recorrendo da decisão "porque os passageiros que já compraram suas passagens, inclusive para o carnaval, serão afetados assim como as empresas também foram atingidas".

Nossos governantes cederam a pressão do imediatismo midiático! Cederam a nossa necessidade de soluções rápidas. Mas fomos nós que exigimos soluções rápidas... SOMOS nós que reclamamos dos atrasos e que pedimos soluções rápidas. Somos nós que apreciamos atitudes de energia e de alcance imediato: "Pena de morte já" ao invés de "educação de longo prazo" - "Contratem mais controladores Já"...

Nós não temos paciência para esperar um controlador ser treinado, não temos paciência para esperar a pista ser reformada adequadamente, não temos paciência para esperar as obras do metrô serem executadas com segurança, não queremos reformas em favelas e integração com as comunidades, queremos muros e polícia... queremos tudo rápido, para ontem.

Custou-nos caro. Olho no espelho, e acuso. - Carlos Lavieri



16 julho 2007

Imperdível a peça My Fair Lady



Assiti ontem a peça, muito interessante, com momentos realmente cômicos. A lógica também é o forte de alguns dos personagens, atenção especial ao Pai de Elisa, que têm toda "malemolência" atribuída à índole brasileira. Algumas das melhores falas:

"- Não me dê Dez libras, dez libras é muito dinheiro... de-mê apenas as cinco que pedi. Se você me der dez libras não saberei como gastá-las, e então vai sobrar dinheiro. Ora, dinheiro sobrando traz responsabilidade, e a responsabilidade acaba com a Alegria." - Do pai de Elisa, Alfred Doolittle

"Com um pouco de sorte, só um pouquinho de sorte, eu vivo como um Rei." - Alfred Doolittle.

"Os homens são razoáveis. Os homens pensam, os homens são inteligentes. Já as mulheres. Elas não!" - Do Professor Higgins vivido por Daniel Boaventura.

13 julho 2007

Flavia do BBB rebolando


Isso foi no casamento dela com o tal fernando. (cade o vestido branco?)




Minha namorada acha que os posts abaixo não geram comentários nem visitas, mas tenho certeza que esse vai gerar visitas. E se é para postar uma bobagem destas, então ao menos vamos colocar duas observações:
1 - O que o fotografo da AgNews/Virgula esperava "obter" batendo a foto deste angulo (de baixo para cima)
2 - Imperdível a cara de idiota dos dois ao lado fotografando com o celular. Me faz pensar que se eles estão no casamento, é porque são amigos dos noivos. Imagine que seus amigos ficassem babando desse jeito, com essa cara de safado, olhando pra você ou para sua esposa! Para piorar a Biblia diz "não desejar a mulher do próximo."...

12 julho 2007

Links podem atrapalhar?

Links que atrapalham seu posicionamento nas buscas? tema: SEO- Posicionamento nas buscas.

Tive a seguinte dúvida, que compartilho:
Ninguém sabe ao certo como funciona o pagerank (exceto a equipe do google e talvez a maçonaria), mas sabe-se que ele está ligado ao número de links que apontam para uma página. No entanto, como já expliquei em outro post, o pagerank não é a unica razão que define um posicionamento numa busca, é importante também considerar a relevância do termo pesquisado em seu site, missão que fica a cargo dos algorítmos desenvolvidos pelo google, yahoo, msn, etc...

No ínicio do SEO: Digamos que você tem um site chamado "filhinhoteamo.com.br" e vende "roupas infantis" no mesmo. Então você fez o que todo mundo fazia quando não entendia nada de SEO, há muitos anos, lembra (2001)? Correu aos diretórios e cadastrou seu site em diversos sites (Yahoo, aonde, cade por exemplo), colocando como nome do site (aquilo que aparece dentro do link - o sublinhado) Filhinho te amo - Roupas infantis.

O resultado é que os buscadores "modernos" quando tu procuravas por "roupas infantis" traziam as páginas que apontavam para teu site, antes da tua página, pura e simplesmente. Ai, o(a) senhor(a) leu artigos de SEO e descobrio que era mais inteligente fazer os links para seu site assim: Filhinho te amo - roupas infantis - Loja de roupas para crianças. Agora os buscadores viam nos links para sua home page o texto "roupas infantis", que antes não aparecia e começavam a retornar seu site na segunda página.

Bem, minha dúvida é a seguinte. Será que no nosso exemplo acima, se o texto do link fosse apenas roupas infantis, o site não teria uma melhor colocação? Acredito que sim, pois talvez os buscadores considerem quantas palavras no total existem apontando para uma página, e criem um índice relacionando quantas palavras apontam para uma página com o número total de vezes que as palavras pesquisadas aparecem:

Usando nosso exemplo:

No link "Filhinho te amo - roupas infantis" existem 5 palavras, um único link, e destas cinco apenas duas tem relevância para a busca.

Já no link "roupas infantis" temos apenas duas palavras, um único link, e duas palavras relevantes para a busca.

Será que estou louco. Vale um experimento para verificar.





10 julho 2007

Spam - Como destruí-los



Amigos, já que toquei no assunto toda a semana, resolvi resumir o que há de mais importante sobre como se livrar dos SPAMs... o sistema é:

1) NUNCA COMPRE NADA VENDIDO POR EMAILS NÃO AUTORIZADOS. - Se todos agirem assim, cedo ou tarde não haverá mercado para essa prática.

2 ) Os americanos dizem que você nunca deve reclamar com quem envia um SPAM, e eu concordo com eles caso a empresa seja uma vendedora de "alargadores penianos" ou "cheap viagra", mas nos casos que a empresa tem uma imagem a zelar (por exemplo, recebo SPAM da Catho e da Manager), então há o que fazer. Veja a solução para o SPAM, no meu outro post.

3) É claro, nunca post seu email na WEB, use um email "truncado" caso isso seja imprescindível. Como : carlos.lavieri@semspam.terra.com.br

4) Não sei se funciona, mas reportar os spammers para os provedores pode ser uma boa idéia.

5) Ataque em grupo. Por exemplo, reporte o spammer para a operadora de cartão de crédito como alguém que vende produtos estragados. Se você e mais dez amigos fizerem isso, o cartão vai cancelar o serviço do desgraçado. Se for por boleto, basta imprimir muitos boletos... eles custam um real cada( o banco cobrará mesmo que vc não pague o pedido).

08 julho 2007

A palavra mais relevante da WEB é


A revista Veja de hoje publica uma tabela estatística mostrando que o Ipod é quase tão citado quando Deus (God) na Web. Segundo o estudo (facilmente reproduzivel), uma busca por ipod traz 230.000.000 resultados. Enquanto uma busca por "God" traz 350.000.000 resultados. Bem, não me tomou 3 segundos para pensar numa palavra que aparece mais que "God" na web. Basta considerar a religiosidade e a espiritualidade dos dias atuais, para perceber que temos uma atenção bem maior a outras palavras, essa que você provavelmente pensou aparece 426.000.000 de vezes. (Trata-se da palavra "sex").

A palavra "money" aparece em 597.000.000 citações. Deus portanto não tem tanta força como se pensava.

Porém mudamos de patamar ao procurar por palavras mais corriqueiras. A palavraVocê (you) aparece 5.950.000.000. Pouco mais que a palavra Não (not). Já a palavra EU (I) aparece em 5.700.000.000.

Mas a palavra mais relevante da WEB, é "e" (and) com 10.320.000.000 de aparições. Isso evidência que o mais importante da WEB é adicionar uma idéia a mais.

06 julho 2007

Ainda o SPAM

Recebi no dia seguinte a minha reclamação de SPAM a seguinte resposta, que aqui coloco para "melhorar a imagem da empresa" e também para confirmar que o método funciona:

"
Prezado Sr. Carlos Amorim Lavieri,

Sou Silvia Patriani diretora da empresa, recebi seu e-mail no qual o Sr. relata toda sua indignação ao receber nosso informativo do próximo evento.
Entendo todo o aborrecimento pelo qual passou , mas se o sr. tiver um telefone de contato , gostaria de pedir desculpas pessoalmente e também passar algumas informações de atitudes que já foram tomadas.
Sobre suas sugestões , quero informar que temos nosso portal e só enviamos mensagem para as pessoas que nos autorizam.
Referente ao spam que recebeu , infelizmente contratamos um empresa que trabalha com divulgação de peças de e-mail e para nossa surpresa a empresa não é seria . mas já tomamos as devidas providências.
Atenciosamente

Silvia Patriani
Diretora
(11) 5575-7314
"

05 julho 2007

Denunciando os SPAM´s - Um método que funciona.



Caro Senhor Marcio G. e Sr. André Amaral.

Não quero mais receber SPAM´S de vossa empresa. Já pedi isso algumas vezes, respondendo ao email que aparece no campo “para”. No entanto não consigo essa resposta por parte dos senhores, o que mostra que o endereço de e-mail do qual sua propaganda está sendo enviada é falso, e as respostas são ignoradas. Será que os vossos palestrantes sabem que os senhores vendem a liderança e o empreendedorismo deles assim? O que me impede de comparecer ao seu curso e fazer um estardalhaço sobre isso? O telefone está listado no e-mail. O local do curso também, os nomes dos palestrantes também, o nome de vossa empresa também. Fica muito fácil encontrar essas pessoas, como foi fácil chegar aos seus endereços. Por exemplo, o senhor Luiz F. Garcia, listado entre seus palestrantes, é consultor do Sebrae - Empretec. Será que o Sebrae é favorável ao SPAM? Será que é tão difícil encontrar no site: http://www.luizfernandogarcia.com.br/ o contato do seu palestrante((11) 3666-79XX)? Será que a cadeia de hotéis Blue Tree, quer seu nome associado a um SPAMMER? A senhorita Rosa S. Avella (Consultório: (11) 5044-65XX ) sabe que vocês divulgam o trabalho dela usando SPAM, e a empresa Metalux, onde ela trabalha, sabe disso?

OK, os senhores estão pensando. Puxa, não fizemos nada, apenas mandamos uns e-mails não autorizados. É a primeira vez... Pois é, mas eu não sei se é a primeira vez, ou a milésima. O que eu sei é que toda vez que abro meu e-mail, 80% é lixo, e eu engulo em seco e apago tudo. Pois hoje cansei, resolvi descontar em alguém, por azar foram vocês. Se todos fizessem isso, uma vez por ano que fosse, não haveria mais SPAM.

Entenda bem, não digo que os senhores não devam usar o e-mail para divulgar o seu trabalho. O correio eletrônico é um excelente meio de divulgação, e fico muito feliz quando recebo e-mails que solicitei. O que não se pode fazer é comprar uma lista de e-mails e usá-la, sem autorização. Façam um bom site, e comecem a coletar e-mails de pessoas interessadas nos assuntos que divulgam, que tenham autorizado o envio de e-mail. Não é tão difícil e algumas empresas realmente conseguem fazer isso. Atendam também as solicitações de remoção dos e-mails (para isso é importante ter um e-mail verdadeiro como remetente), de quem já não quer mais receber informações. Sejam pessoas éticas, e talvez numa próxima, eu considere que tem algo a me ensinar.

Desejo aos senhores boa sorte, e bons negócios se agirem com correção. Por outro lado, se não o fizerem a partir de agora, desejo que encontrem um maluco pior que eu.

Atenciosamente,
Carlos Lavieri

Veja o SPAM:

-----Mensagem original-----
De: Edien Jorge [mailto:edien@patri.telmaro.eti.br] Enviada em: quinta-feira, 5 de julho de 2007 10:49 Para: carloslavieri Assunto: COMO SER LÍDER EMPREENDEDOR


COMO SER LÍDER EMPREENDEDOR

DOIS DIAS QUE IRÃO MUDAR OS SEUS NEGÓCIOS NÃO APENASCOM PALAVRAS, MAS COM UM PLANO DE AÇÃO EFICAZ PARA:
» GERENCIAR COM MELHOR QUALIDADE SUA EQUIPE» LIDERAR COM AÇÃO E SUCESSO» EMPREENDER ORIENTADO PARA RESULTADO.


Palestrante: Luiz Fernando Garcia -» As armadilhas que quebram as empresas -» Como se tornar líder com qualidades e comportamento orientados para resultado. -» Como desenvolver as 7 qualidades empreendedoras na empresa. -» Avaliação do seu perfil empreendedor e mapeamento da sua equipe. saiba mais clicando aqui!


Palestrante: César Frazão -» 9 planos de treinamento para incendiar as vendas. -» Como motivar vendedores sem usar dinheiro para isso. -» O método de avaliação Frazão 100% prático e objetivo. -» Táticas de treinamento e liderança para garantir resultados. -» Como fazer campanhas de vendas lucrativas. (Banco de dados, premiação,cobrança, metas, etc.). http://www.patrianieventos.net/lider


Palestrante: Rosa Avello -» Por que os líderes falham. -» Como superar o "Eu não consigo" e atingir metas objetivas. -» Cases de sucesso de empresas inovadoras (Natura, Magazine Luiza, Dell). -» Saiba quando a liderança é a causa do fracasso da empresa. http://www.patrianieventos.net/lider

PÚBLICO ALVO: Diretores, Gerentes, Supervisores, Empresários, RH e Líderes

DIAS 03 E 04 de AGOSTO DE 2007 DAS 09H ÀS 18H30
Local: HOTEL BLUE TREE CONVENTION IBIRAPUERA - SÃO PAULO

Informações:(11) 5575-7314 / 5573-7447 www.patrianieventos.com.br
Mais Informações clique aqui

RECEBI a RESPOSTA DA EMPRESA:

http://carloslavieri.blogspot.com/2007/07/culpa-lembrar-do-tema.html

04 julho 2007

Ainda sobre a repetência...

Resposta para o Post da Viviane:
http://pessoasetempo.blogspot.com/
Mais uma resposta imensa:
Oi Viviane, ótimo ver que você passou por aqui e também me escutou. Se tiver paciência, desenvolvi mais o assunto:

1 - Gustavo Ioschpe (economista) aponta que o salário dos professores no Brasil não destoa da realidade dos salários brasileiros. Ou seja, um professor na Alemanha ganha dez vezes o que ganha um professor no Brasil, mas um encanador na Alemanha também ganha dez vezes o que ganha um encanador aqui. O mesmo é válido para um médico, para um engenheiro.. Você só vai notar diferença no final da curva, quando estamos discutindo salário de presidente de multinacional que é o mesmo no mundo inteiro... Conheço projetos educacionais fantásticos em que o professor mal ganha para comer e a coisa vai bem. O professor em São Paulo ganha no mínimo 1.200,00 reais, e o nosso ensino não é muito melhor que no Rio. (ok, acho 400 pouco).

2 - Posso concordar que o professor tenha o direito de reprovar um ou até dois alunos por turma, mas eu me lembro bem de professores de segunda série reprovando 40% de uma turma porque "eles eram bagunceiros"... Isso não era excessão, era regra. Se um professor só consegue ensinar 60% da turma, e vamos deixar claro, estamos falando de CRIANÇAS de 8-9 anos,e não de drogados de 15, quem precisa ser reprovado é ele.

Observe essa frase: "Em primeiro lugar, a culpa pelo fracasso escolar não é dos alunos. Parece óbvio, mas não é: entrevistados, 77% dos professores declararam ser o desinteresse do aluno a razão de sua repetência".
Inclusive vale a pena ler o texto inteiro:
http://www.reescrevendoaeducacao.com.br/2006/pages.php?recid=22


3 - O professor no Brasil ganha mal. MAS está cheio de regalias, coisas absurdas como "uma falta remunerada por mês para as professoras sem precisar de atestado (resquício da época que mulher só podia ser professora)" - Coincidentemente tais "doenças" caem sempre nas sextas e segundas (dados da secretária do ensino do Estado de São Paulo). Ou que tal três meses de férias por ano. Qual a outra profissão que tem esses direitos? Isso faz com que um professor ganhe mal, mas trabalhe "pouco" e custe caro.
O ponto principal: muito professor acredita que ele é "fim". Ou seja, acredita que o sistema educacional existe para resolver os problemas dele e não para educar... na cabeça desses, o colégio ideal não têm alunos.

4 - Acho a profissão de professor nobre, dou aulas também, além disso, minha mãe tem uma escola particular faz mais de 26 anos (todos os professores são contratados), não estou dizendo que as condições são boas, estou dizendo que é hora de parar de reclamar das condições e mudar e se mexer, e transformar-se em um agente... Ou o nosso professor acorda, ou nos estamos lascados. Ou o professor entende que ele é o empreendedor da educação ou já era. E para que nosso professor acorde, quem tem que acordar são os pais, que tem que ir até o diretor e falar:
- Como assim hoje não tem aula devido à falta de professor?
- Como assim o meu filho na terceira série não sabe escrever?
- Como assim o menino na quinta não entende o que lê?
Ou o professor ensina, ou a vida ensina, não necessariamente as lições e os valores que julgamos importantes.
Porque acredite em mim: As crianças, indenpendente da vontade do professor, aprendem.

03 julho 2007

Coerência

Os juízes devem seguir o que sempre defenderam e acompanhar a jurisprudência. Os políticos, assim como os amantes, devem manter suas promessas. Os empregados esperam que os dias não lhes assustem com surpresas, e assim, agem conforme acreditam agradar aos chefes. Os pais sabem que seus filhos são lindos bebês, e coerentemente reclamam quando alguém quer puni-los por espancarem empregadas no ponto de ônibus. Os amigos sempre foram amigos, e coerentemente continuaram a sê-lo.

As pessoas torcem pela coerência, os juízes seguem a coerência, os políticos se dizem coerentes, os empregados esperam coerência, os chefes exigem coerência, as mães acreditam na coerência, os namorados juram coerentes, os amigos celebram a coerência, mas... o demônio habita dentro de todos nós, e ele diz: "Meu nome é Legião, porque somos muitos.” (São Marcos 5, 9).

Quantos preferem acreditar num Raul Seixas, na metamorfose ambulante? O que há de tão demoníaco na incoerência, e de tão mágico?

"Seja a mudança que você quer no mundo" - Mahatma Gandhi. A coerência cansa. As pessoas estão presas dentro dos padrões que sempre viveram. Não querem mostrar aos outros que estavam errados, sabem que o mundo gira, mas nunca rápido. Sabem que podem mudar, contanto que coerentemente devagar. A coerência nos aprisiona, a coerência é nossa gaiola. Ser soldado e ir ao Iraque atrás de armas químicas. Ora, descobrir que elas não existiam obriga a arrumar outras justificativas, pelo mundo livre, melhor morrer que mudar. Porque apenas morrendo você estará livre para voar. Livre para ser diferente. "Morrerei e serei milhões" disse Espártaco.

Não cobre sempre a coerência dos outros. A coerência pura produz alguns dos maiores chatos que você conhece...

Sonho, logo existe

Havia visto um texto que dizia, " sonhar é existir", mas considerando o empreendedor que habita meus sonhos atualmente, a criação era inevitável.

A lógica vista pela sabedoria



Conclusões são chaves que fecham. Cada conclusão faz parar o pensamento.
Palavras não conclusivas deixam abertas as portas das gaiolas para que os pássaros voem de novo. Cada palavra deve ter reticências para o pensamento continuar
seu vôo...

A exuberância do conhecimento científico vai, frequentemente, lado a lado com uma total penúria de sabedoria.

[...]

Sabedoria é a arte de reconhecer e degustar a alegria

RUBEM ALVES.

COMENTÁRIO: Certas idéias é melhor não comentar, mas ...

02 julho 2007

Gestão de Vendas - Excedendo Limites


Após minha visita à Feira de Franquias, comecei a checar as publicações que lá havia. Nessa tarefa deparei me com o texto abaixo na revista ALLSHOP. A história é digna dum mestre do horror, acompanhe:

Um incentivo que surpreende! - Erik PennaFeb-2006

"Quem meus filhos beija, minha boca adoça". Diz o provérbio popular.

Se você tem filho sabe muito bem que dói muito mais em você um desagrado feito a ele do que uma agressão em você mesmo. O contrário também é verdadeiro. Muitas vezes damos mais atenção e importância a algo positivo que é dirigido às pessoas que amamos do que algo que é rotineiramente destinado ou oferecido a nós. Dentro deste raciocínio, desenvolvi uma campanha para os filhos dos vendedores da empresa que eu trabalhava como gerente de vendas, e que havia acabado de lançar 8 produtos novos e precisavam estar nos pontos de vendas o mais rápido possível. Durante a reunião mensal de vendas surpreendi os vendedores informando que naquele mês a campanha de vendas e incentivos seria diferente. Tão diferente que eles seriam informados da campanha ao chegarem em suas residências. O Impacto desta forma não usual deixou a equipe intrigada e ainda mais interessada em saber seu conteúdo.

A campanha consistia em premiar os filhos dos vendedores com um passeio a um parque, acompanhado por toda sua família de sua preferência regado a muita alegria, diversão, brinquedos, pipoca, refrigerante e chocolate.

A comunicação foi feita por uma carta destinada às crianças, obervando os seguintes passos:
1)Iniciei a carta elogiando o pai ou mãe que trabalhava conosco durante tantos anos.
2) Informava em seguida que eu tinha um grande presente para ele, estimulando assim sua imaginação.
3) Pedia então sua ajuda e relatava que para que tudo aquilo ocorresse, era necessário que seu pai ou sua mãe vendesse, em 30 dias, 1.000 caixas dos novos produtos que a empresa acabava de lançar na mercado.
4) Encerrava ainda a carta pedindo que ele informasse o pai ou a mãe sobre a campanha e que o lembrasse todos os dias de manhã e a noite deste prêmio que você queria tanto ganhar.

Asurpresa foi enorme. Imagine uma criança que não está acostumada a receber cartas e de repente recebe uma correspondência com um envelope enorme endereçada a ela e após abrir se depara com elogios aos seus pais e ainda com um grande presente a sua espera.
Para o vendedor que não tinha filhos, lançamos um plano B, no qual poderiam oferecer um passeio alternativo e especial aos seus pais como forma de gratidão.
Durante as 4 semanas do mês enviamos cartas posicionando a criança sobre o número de caixas que faltava para ele conseguir o prêmio, reforçando nosso desejo.
A repercursão desta campanha foi sensacional. Filhos cobrando os pais, vendedores ligando para outros vendedores e para a empresa dizendo que seu filho se tornara um verdadeiro gerente, cobrando sem cessar. O investimento da empresa foi irrisório. Um dia no parque para toda família correspondeu em média 0,001% do faturamento das 1.000 caixas vendidas por cada ganhador.


O resultado foi espetacular. Em menos de 20 dias a grande maioria já havia batido a meta, superando o objetivo inicial da empresa. Todos os que bateram a meta, cerca de 80%, fizeram jus ao prêmio. O dia do passeio em família até hoje é lembrado positivamente na família e na empresa. Esta foi um tipo de campanha diferente que você pode elaborar para sua equipe e assim sair da rotina, conseguir maximizar desempenhos e alcançar ótimos resultados.

OBS: O trecho em negrito vermelho foi suprimido da versão disponível na WEB publicada pelo autor, mas consta da revista da AllSHOP ANO 12 nº 142 Maio 2007 pg. 38. O texto está disponível no site, em uma versão reduzida: http://www.estrategista.com/html/modules/eNoticias/column.php?columnID=4

COMENTÁRIO: Não sei se o leitor ficou tão revoltado como eu ao ler tal texto. É um claro sinal que as empresas muitas vezes extrapolam a sua competência e vão "dar pitaco" onde não são chamadas. Tudo bem que os pais devem gostar quando os filhos recebem uma carta dizendo que são bons funcionários e são importantes. Até ai, ponto para a empresa. MAS PELO AMOR DE DEUS USAR OS FILHOS DE INSTRUMENTO de "REFORÇO POSITIVO E NEGATIVO" nem mesmo o Skinner que dava choque em criancinhas teria tido idéia tão torta. Alguém pode me dizer como ficou o amor à camisa da empresa para os 20% dos pais que não atingiram a meta e cujos filhos não foram ao parque "Porque Papai é um fracassado"?!!? Talvez, se a empresa tivesse levado todos ao parque, mesmo os que não bateram a meta, eu acreditasse na sugestão. Ora, alguns vendedores talvez se revoltassem, pensando que seria justo ganhar um prêmio, e neste caso, a empresa podia gastar um pouco mais que 0,001% do faturamento e dar um prêmio em dinheiro aos que bateram a meta. Certamente nenhum vendedor se revoltaria ao ver que sua empresa, mesmo que "explore" seus filhos, se recusa a passar às crianças a imagem de um pai "loser", e recupera a dignidade de um ser humano perante aqueles que lhes são mais caros.

ISOLAMENTO