19 junho 2015

Brasil e o Cartão de Crédito

O TCU diz que Dilma andou dando o golpe na lei de responsabilidade fiscal... aumentam as apostas sobre o Impeachment.
Mas vocês entendem o quanto isso explica o Brasil?
Em um resumo básico, o governo Brasil vive no rotativo do Cartão de Crédito desde 1980 (ou seja, paga o mínimo mensal para poder continuar tomando emprestado dos bancos)... TODOS os nossos governantes, só fazem aumentar esse dívida e a postura geral da esquerda no País é de achar que é por ai mesmo, lutando sempre por um estado maior, e com mais gastos públicos (um bocado contraditória, já que culpam os rentistas dos bancos pelos males do país, sem perceber que eles são apenas um lado da equação, inexistente se os governos tivessem a preocupação de acabar com a dívida pública). Nossa pretensa direita (conservadora ou não) também gosta de estado grande, já que aqui não temos liberalismo de verdade e estado grande abre oportunidade para favorecimentos dos amigos.
Veja por exemplo a lei de responsabilidade fiscal (a que Dilma parece ter burlado, segundo o TCU).... de forma simples, o objetivo da lei não é acabar com a dívida pública, mas obrigar os governantes a não torrar tudo, e deixar uma parte da grana para pagar o rotativo do cartão de crédito (o tal superávit primário).
Enquanto isso, Clovis Rossi, hoje na FSP, cita um estudo da UFBA que aponta que o pais pagou 3,584 trilhões em juros, no mesmo período em que investiu 861 Bilhões (contas atualizadas desde 1980)... dito de outra forma, para se manter funcionando, sempre gastando mais do que tem, nossos governos torram muito mais do que arrecadam, investem pouco no país, e depois promovem a concentração de renda, pagando altas remunerações aos rentistas dos bancos. Ai vão na TV posar de defensores dos pobres em briga com os malvados banqueiros e capitalistas.
A solução qualquer pessoa que se endividou além da conta sabe, é apertar os cintos e cortar os gastos (isso esse governo e esse congresso não pensam em fazer), ao invés de por a culpa na empresa de Cartão de Crédito. Mas Dilma andava correndo o risco de não ser reeleita, achou por bem gastar um pouco mais no cartão de crédito para poder fazer uns favores aos setores apoiadores amigos.
Sejamos honestos, devia sim sofrer o impeachment.

Nenhum comentário:

ISOLAMENTO