05 abril 2007

Já li em diversos lugares que o local onde o link aparece na página importa mais que o próprio peso da página. Aparentemente é melhor falar no meio do seu texto, visite curso anpec e poscomp do que colocar isso na assinatura do ao final do texto. Será verdade? O google não comenta.
Agora outra dúvida é a seguite, se todos esses critérios (por exemplo a história da palavra ter que aparecer no texto, senão a página pode ser punida) realmente contam, como fica quando temos páginas sobre um assunto, mas usamos palavras diferentes.
Por exemplo, já usei:No site de educação empreendedora o seguinte texto: "A grande questão no ensino do empreendedor está em como aumentar o sucesso, ou seja, a sobrevivência e o impacto economico, do negócio." Notem que aqui não usei nem a palavra educação, nem a palavra empreendedora, mas o texto é claro e direto. Usei sim um texto mais rico do que ficar repetindo as palavras que eu quero valorizar! Afinal o que fazer? Sacrificar o conteúdo, escrever pobre?! Enquanto isso, por ai:
"Posicionamento
O segredo do bom posicionamento, destaque, primeiro lugar nas ferramentas de busca, como o google, o yahoo, o terra, o uol, o ...."
O que o cristão quer com isso? Oras, quer que se alguém busque por "posicionamento no google" a página dele apareça, mas também quer que se alguém busque "primeiro lugar nas ferramentas de busca" apareça também.
Isso me enoja, o texto fica trágico! Os buscadores podem ser razoáveis, e ajudar a navegação mas também tem criado monstros... ou não?!
Opiniões?

Nenhum comentário:

ISOLAMENTO